Decisão do STF sobre CNTur é o ponto alto de reunião da Fhoresp


Na manhã de hoje (26), os presidentes dos sindicatos de hotéis, restaurantes, bares e similares do Estado de São Paulo se reuniram na sede da Fhoresp (Federação dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo) para debater assuntos diversos e relevantes para as categorias. O ponto alto do encontro foi a decisão do Supremo Tribunal Federal, no último dia 22 de agosto, que declara a CNTur (Confederação Nacional do Turismo) como única representante do turismo nacional em nível sindical patronal.

“A decisão do STF é uma conquista histórica para a CNTur e todas as entidades ligadas ao turismo, gastronomia e hotelaria. Não representamos apenas entidades filiadas e sim todo o turismo sindical patronal brasileiro”, disse o presidente da CNTur, Nelson de Abreu Pinto.

Outro assunto muito discutido entre os dirigentes da Fhoresp foi Lei da Gorjeta, que ainda gera muitas dúvidas. O SindResBar e o SindHotéis de São Paulo já formalizaram a questão por meio de uma Convenção Coletiva de Trabalho específica para gorjetas. Essa convenção – assinada pelos sindicatos patronal e de trabalhadores – servirá de base para que outras entidades implementam a lei da gorjeta nos estabelecimentos.

A realização do 30º CIHAT (nos dias 6 e 7 de novembro, no Palácio do Anhembi em São Paulo) e detalhes de sua programação também foram pauta do encontro. Esse ano, o tema central do congresso internacional será a inovação e modernidade nas áreas de hotéis, bares e restaurantes. A questão do B&B (Cama & Café), os aplicativos que trabalham essa nova modalidade de hospitalidade e a audiência pública realizada na câmara de vereadores na semana passada, em São Paulo, para regulamentar sua utilização na cidade – assim como já foi feito com o Uber – foi mais um tema debatido na reunião.

Entre uma discussão e outra, o diretor da Abav-SE (Associação Brasileira dos Agentes de Viagem de Sergipe), João Ávila, se pronunciou. Ele veio apenas fazer uma rápida visita ao presidente da CNTur.

“Em Sergipe, a Abav não tem representante na Câmara de Turismo (entidade ligada à CNC), porque consideramos a CNTur a verdadeira representante do turismo nacional. Hoje, aproveitando minha estadia na capital paulista, passei para dar um abraço no amigo Nelson de Abreu Pinto”, explicou Ávila.

Para finalizar a manhã de trabalho, os dirigentes dos sindicatos se reuniram para um almoço de comemoração dos 30 anos da Fhoresp.